Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta Velha - Writer

31
Jan16

Leituras Janeiro 2016 :)

Marta Velha

E este foram os livros que tive o prazer de ler em Janeiro!

 

Casamento em Veneza - Elizabeth Adler - Janeiro 2016

Lua de Mel em Paris - Elizabeth Adler - Janeiro 2016

As jóias do Sol - Nora Roberts - Janeiro 2016

Desejos secretos - Nora Roberts - Janeiro 2016

Feitiços de Amor - Barbara Bretton - Janeiro 2016

 

 

Boas leituras a todos!

 

30
Jan16

Desafio leitura WOOK :)

Marta Velha

 

 

 

 

Um desafio de leitura proposto pela WOOK , achei tão interessante que sou capaz de me agarrar a ele!

 

Boas leituras,

 

 

 

desafioswook.png

 

 

26
Jan16

Milagre...Mini conto :)

Marta Velha

“-Foi um milagre! Ele acordou…”

“-Vais contar-lhe?”

Sofia olhou para Ângela. “-Não tenho coragem!”

“-Esteve em coma dois anos! Tem direito a saber o que fizeste por ele!”

“-Nem sei se ele se lembra de mim!”

“-Tens de contar-lhe tudo! Ele merece saber. Lembrando-se ou não de ti. Tu estiveste sempre lá. Dois anos seguidos.”

Sofia tentou acalmar-se entrou no quarto onde um paciente ainda muito debilitado descansava. Os exames revelaram que estava tudo bem com Guilherme. Respirou fundo.

Olhou para o rosto cansado dele e sorriu. A sua vontade era tocar-lhe como tantas vezes fizera. Conversar com ele sem obter resposta!

“-Como se sente?”

“-Confuso, dorido, cansado e com fome!”

“-Tudo isso é normal.”

“-Não me consigo lembrar de nada. O médico disse que fiquei em coma após um acidente de carro. Quando fecho os olhos lembro-me de fragmentos de conversas que tive com alguém…”

Sofia gelou. “-Pode ser só a sua imaginação!”

Guilherme fez um ar confuso. Tudo parecia nítido demais para ser só imaginação. “-Recebi visitas nestes dois anos?” – Perguntou a medo.

Sofia respirou fundo. “-Estiveram cá amigos seus, depois deixaram de aparecer. A sua família é que vem com mais regularidade.”

“-Eu tinha noiva…”

Sofia agitou o tubo do soro e olhou-o, amava-o em segredo. Será que lhe deveria falar da carta? Não podia…

“-A sua família explicar-lhe-á tudo…”

O irmão de Guilherme entrou no quarto e abraçou-o. Há muito que tinha perdido as esperanças na sua recuperação. Contou-lhe tudo o que se passara naqueles anos.

“-E ela simplesmente desapareceu…”

Guilherme estava confuso.

“-Havia alguém que falava comigo diariamente com amor… Que tratava de mim… Juro mesmo que me pegava na mão.”

Sofia entrou no quarto, sorriu.

José sussurrou ao ouvido de Sofia. “-Foi por amor que o fez?”

Sofia olhou para Guilherme com ternura. “-Foi…”

23
Jan16

Sem piedade...Mini conto! :)

Marta Velha

     O vento açoitava-lhe o rosto. Gotas gordas atingiam-na sem piedade. Correu quando uma nuvem atrevida escondeu a lua. Não se podia fazer notar! Não podia ser descoberta! O tiro ecoou na noite fria, rasgando o barulho da natureza. As gaivotas esvoaçaram do areal, o mar agitou-se. Fugiu! Tinha-se certificado que estava mesmo morta!

 

     ‘-O que faria aqui a rainha das modelos?’ – O agente Santos olhou para o corpo que jazia na areia.

     ‘-Um encontro com alguém!’ – A agente Ferreira olhou para os sapatos agulha que ela trazia. Olhou para a areia, havia ali muitos rastos. Dela? Do assassino? Dos agentes no local? Que cuidados teriam tido? Apostava que nenhuns!!

     ‘-Vasculha as últimas 24 horas dela! Temos que encontrar alguma pista!’

     Santos tomou notas. ‘-Era amada e odiada por muitos!’

     ‘-Começa por quem a amava!’ – Rasgou um sorriso. ‘-Escondem sempre alguma coisa!’

 

     Após três dias de investigações a pergunta pairava no ar: ‘Quem matou Liliana Morais?’.

     Catarina Ferreira olhava atentamente para o quadro onde colocava as provas encontradas. Havia ali algo estranho!

     ‘-Há algo que me incomoda!’ – Olhou para a foto do corpo e para o rosto ainda belo da modelo.

     ‘-O facto de ainda não termos um culpado?’ – Santos sorriu.

     ‘-O facto da irmã da vítima ter mentido! Olha!’

     Os dois olhavam para as provas. Depois entreolharam-se! Apenas podia saber aquilo se…

     ‘-Foi ela!’ – Gritaram ao mesmo tempo.

 

     ‘-Sabemos o que fez!’ – Santos colocou as fotos sobre a mesa.

     Ana sorriu, um sorriso frio e quase maléfico. ‘-Ela sabia que eu o amava e roubou-mo! Mas vocês não sabem nada!’

   ‘-Sabia perfeitamente onde a sua irmã tinha sido atingida! E sabia o que ela usava vestido! Apenas podia saber isso se a tivesse visto na noite em que foi morta! Coisa que negou!’

     ‘-Apanharam-me!’ – Sorriu triunfante.

     ‘-Está presa por homicídio!’

     ‘-E ela morta por me ter roubado quem eu amava!’

23
Jan16

Frase roubada :)

Marta Velha

Fica o aviso

...Mentira várias vezes a si própria, o que constituía a pior forma de engano.

 

Desejos secretos - Nora Roberts

23
Jan16

Frase roubada :)

Marta Velha

Uma daquelas verdades.

 

'Na vida, nunca nada é o que se espera...'

Desejos secretos - Nora Roberts

 

22
Jan16

Mudanças...Mini conto :)

Marta Velha

     Madalena olhava calmamente pela janela da sua casa. Via a pequena igreja da localidade e uma imensidão de verde. Só de pensar que todas aquelas vinhas eram suas… Quem diria? Como mudara a sua vida em tão curto espaço de tempo.

     Recordava com amor aquele dia em que no café chocou com João e o deixou banhado em Carolans. Levou a mão à boca e quase morreu. Toda a gente olhava para eles! Que vergonha!! João tinha soltado um palavrão e um ‘desastrada’ muito sonoro, mas quando se olharam nos olhos não sabiam muito bem o que os tinha atingido. Sorriram um para o outro, sentaram-se numa mesa e pura e simplesmente deixaram as horas passar vagarosas.

     Tinham passados apenas quatro meses e Madalena tinha virado toda a sua vida do avesso. De advogada de sucesso em Lisboa para uma simples dona de casa na Régua. Mas como dizia muitas vezes, o amor tinha destas coisas simples e boas que quase obrigava as pessoas a fazerem as maiores loucuras! E esta tinha sido a sua maior loucura! Por amor agora cuidava da casa, por amor passeava na sua vinha e aprendia tudo sobre vinhos. Por amor via-o partir todas as manhãs para a labuta. Por amor passava as frias noites de Inverno sentada no sofá abrigada no calor da lareira e enroscada no homem que amava.

     Por amor, não se arrependia do que tinha deixado para trás.

21
Jan16

Frase roubada! :)

Marta Velha

     Estava eu ontem, na paz do Senhor - como costumo dizer- quando me deparei com este parágrafo. E pensei, 'Caramba! Tão eu e se calhar tão tantos escritores! Porque às vezes tenho a sensação que não consigo acompanhar o ritmo da imaginação!

Enquanto esperasse, terminaria o livro. E iria poli-lo até que cintilasse como um diamante. E depois...bem, depois começaria outro livro. Histórias que saíssem da sua cabeça desta vez... Tinha a sensação de que agora que tirara a rolha da sua imaginação, as coisas jorrariam tão depressa, que não seria capaz de acompanhar o ritmo.

As jóias do Sol - Nora Roberts

20
Jan16

O que comecei a ler? :)

Marta Velha

     E comecei outro livro de uma escritora que adoro ler! Há quem diga que gosto dela por ser romântica! Eu digo que gosto ela porque amo finais felizes! E os finais dos livros de Nora Roberts são quase sempre felizes! Não digo que sejam surpreendentes e que me deixem de boca aberta e a sonhar mas são finais que me fazem alargar o sorriso.

     De uma leitura simples, e a roçar o mágico, este livro fala de fadas e de amores impossíveis entre estas e os humanos (uma lenda local numa localidade na Irlanda!). Mas esta não é a história principal! Leiam. Eu, até ver, estou a gostar.

 

joias.jpg

 

 

Até breve

 

Marta Velha

18
Jan16

Frase roubada :)

Marta Velha

     E eu sou uma adepta das palavras! Das ditas e das escritas!  Nunca deixem nada por dizer, principalmente um elogio, um 'adoro-te', um 'amo-te', um 'estás linda', pois um dia pode ser tarde demais para quem tinha que o ouvir! E já agora, que tal deixar um recadinho particular no espelho da casa de banho? Ou colado no frigorifico? Ou até na lancheira do filhote?  Experimentem!

 

"-As palavras são importantes para uma mulher, não é assim? "
"-As palavras são importantes para todos. Quando não são ditas, deixam lacunas."

Nora Roberts - in, As jóias do Sol

 

 

Marta Velha, a adepta das palavras

Pág. 1/2

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D