Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta Velha - Writer

Marta Velha - Writer

Para recordar! :)

11.10.22, Marta Velha
O mar estava calmo, as pequenas ondas iam e vinham fazendo um barulho suave, a brisa já não se fazia sentir com tanta intensidade, o calor apertava. Maria estava deitada na toalha. Já tinha lido uma boa parte do seu livro, já tinha ido até ao mar, já tinha feito uma caminhada. Olhou novamente para o relógio, tinham passado apenas cinco minutos desde a última vez que tinha visto as horas. Sentia-se cansada e sonolenta… Sentiu uma sombra a seu lado. Sorriu ligeiramente, não devia (...)

Para recordar! :)

10.10.22, Marta Velha
O tempo passou sem darmos por isso! Passou e ficou ali entre nós! Vagueou e cresceu deixando entre nós uma montanha. O mesmo tempo que às vezes é mau o suficiente para apagar as boas memórias, e pior ainda quando teima em recordar as más! Dizem que o tempo cura tudo, mas o nosso tempo recusou-se a curar o que nos separou! E foi passando, esse tempo que às vezes é lento e demora mil anos a passar! Outras vezes tão rápido que o dia parece um mero segundo. E o tempo passou por (...)

Para recordar! :)

03.10.22, Marta Velha
  Alice olhava para a janela e sorria. Um sorriso distante mas que dizia tudo o que ia na sua alma. Tinha corrido quase a fugir, quase com medo de perder o comboio, quase com medo do que tinha acontecido e agora no seu interior revia as horas que tinha passado com David. Quem diria? Um simples engano num e-mail, uma troca de palavras durante dois meses e agora tinham finalmente estado juntos. Quando o viu parado junto à porta da estação de S. Bento reconheceu-o logo! Alto, charmoso, (...)

Desafios! Amor doentio! Para recordar :)

08.02.22, Marta Velha
Olhou-a fixamente enquanto ela se dirigia para a sala das fotocópias. Aquele vestido em tons de rosa assentava-lhe muito bem. Todas as suas curvas ficavam bem delineadas. Sabia exactamente quando ela o comprara, em que loja e em que outras ocasiões o usara. Pegou no telemóvel e viu as fotos. Sabia muito bem que tinha fotos dela com aquele vestido! Precisava de as rever. Sorriu. Estava divinal, como sempre! Ela era tudo com que sempre sonhara e ia ser sua! Tinha que ser! Pegou na flor (...)

Desafios 11! Para recordar :)

28.01.22, Marta Velha
Hoje perguntei-me durante todo o dia qual a palavra que te diria vezes sem conta. Sabes, andei todo o dia nisto! E achava que uma só palavra era muito pouco para definir tudo aquilo que representas para mim. Na minha mente passa tudo o que sinto por ti, passa a estranha maneira como nos conhecemos e até aqueles rápidos encontros ao final do dia. Dou por mim a sorrir, não daqueles sorrisos rápidos que damos a algum conhecido na rua, mas um sorriso rasgado que teima em não desaparecer. Depoi (...)

Desafios 10! Para recordar :)

27.01.22, Marta Velha
Cinco minutos meu amor! Apenas cinco minutos! Às vezes é o tempo necessário para que tudo fique bem! Aquela discussão parecia um simples nada! Já nem me lembro porque começou, mas de repente estávamos os dois aos berros a fazer acusações sem nexo! Eram só mais cinco minutos meu amor! Saíste pela porta e deixaste-me banhada em lágrimas! A culpa também foi minha, tenho que admitir! Mas eram mais cinco minutos! Depois da discussão se ambos tivéssemos ficado calados uns segundos (...)

Desafios 9 ! Para recordar :)

26.01.22, Marta Velha
Preciso de ti… A água quente escorria-me pelo corpo. Abraçava-me como se dos teus braços fortes se tratasse. Fechei os olhos e senti saudades tuas! Pela minha mente passaram todos os momentos que partilhámos. Os passeios dados, as gargalhadas, os olhares cúmplices, o toque dos nossos corpos, o calor da tua mão a passear pelo meu corpo. Preciso de ti… Sempre achei que a saudade seria suportável, mas a dor que sinto no peito por não te ter é imensa! Quero viver e reviver tudo (...)

Desafios 8 ! Para recordar :)

25.01.22, Marta Velha
  Um dia meu amor, um dia disseste-me que a vida era curta demais! Ri-me! Estávamos na flor da idade e eu achei que teríamos toda uma vida pela frente. E quando digo toda uma vida falo em mais cinquenta ou sessenta anos para viver! Rir! Dançar! Ser feliz! Mas tu continuavas a dizer que a vida era curta demais! Aninhavas-te a meu lado e dizias que me amavas! Eu sorria. Era tão bom sentir o calor do teu corpo. Repetias esta frase vezes e vezes sem conta ‘Amo-te’ e eu apenas te sorria. (...)

Desafios 7 ! Para recordar :)

24.01.22, Marta Velha
Alice olhava para a janela e sorria. Um sorriso distante mas que dizia tudo o que ia na sua alma. Tinha corrido quase a fugir, quase com medo de perder o comboio, quase com medo do que tinha acontecido e agora no seu interior revia as horas que tinha passado com David. Quem diria? Um simples engano num e-mail, uma troca de palavras durante dois meses e agora tinham finalmente estado juntos. Quando o viu parado junto à porta da estação de S. Bento reconheceu-o logo! Alto, charmoso, (...)

Desafios 6 ! Para recordar :)

23.01.22, Marta Velha
“-Adoro este autor!” – Pousou o livro e sorriu. “-As suas descrições são tão boas que nos obrigam a sentir tudo pelo que as suas personagens passam. E é maravilhoso sentir o amor, sentir a paixão, sentir o medo, sentir a raiva, sentir o desejo…” – Abraçou o livro. Frederico olhou-a com amor. Há quanto tempo se sentia assim? Tempo demais para saber que estava perdido de amores por Anabela. “-Parece que te estás a sentir muito bem com o que leste!” “-Muito bem (...)