Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta Velha - Writer

Marta Velha - Writer

Palavra do dia: Partido! :)

18.03.18, Marta Velha
  Palavra do dia: Partido! Desafio: usar a palavra num texto com menos de 300 caracteres!   Catarina estava toda suada mas aquela sensação de bem-estar era maravilhosa, olhou para o marido e gargalhou! O homem estava com os bofes de fora! -Raios ta partam mulher! Não sei onde aprendeste estas coisas! Estou todo partido mas quero repetir! E sem mais pensar rolou o seu corpo para cima dela!  

Palavra do dia: Espada! :)

17.03.18, Marta Velha
Palavra do dia: Espada! Desafio: usar a palavra num texto com menos de 300 caracteres!   Esbranquicei quando te vi! Afirmaste que ias, mas que voltarias. Afinal, sempre regressaste! E ali estava eu, de mão dada com outro homem a recordar os momentos vividos contigo. Na minha mente apenas uma frase: estou entre a espada e a parede! Amo aos dois! Vivo o presente ou volto para o passado?

Piano! :)

05.12.17, Marta Velha
Palavra do dia: Piano! Desafio: usar a palavra num texto com menos de 300 caracteres.   Tocava no piano uma peça de Chopin! Ouvi-la era um regalo, uma paz para qualquer alma atribulada. O mal era achar-se uma estrela! Melhor que todos. Recusava-se a sorrir, recusava-se a falar com quem quer que fosse. Aquele coração era só maldade. Era impossível amar alguém assim…

Pintura! :)

05.12.17, Marta Velha
Palavra do dia: Pintura! Desafio: usar a palavra num texto com menos de 300 caracteres!   A pintura estava feita. Quem diria que era o mesmo? Sorria, não porque tinha o rosto pintado mas porque tinha que transmitir alegria às crianças. A pintura era a sua máscara. No final do dia voltaria a ser o mesmo, triste cabisbaixo sem sonhos. Seria assim até uma nova pintura o esconder!

Palavras do dia! :)

18.11.17, Marta Velha
Quando o desafio é escrever um pequeno conto (até 300 caracteres) usando uma palavra obrigatória!   Palavra do dia: PINTURA A pintura estava feita. Quem diria que era o mesmo? Sorria, não porque tinha o rosto pintado mas porque tinha que transmitir alegria às crianças. A pintura era a sua máscara. No final do dia voltaria a ser o mesmo, triste cabisbaixo sem sonhos. Seria assim até uma nova pintura o esconder!   Palavra do dia. CITAÇÃO Chorei como se o meu mundo tivesse (...)